Estratégias

Estratégia Low Duration

An overview of PIMCO’s Low Duration strategy, which extends duration beyond traditional money market and short-term vehicles to seek excess relative returns, with modest additional risk.

O que é Low Duration?

A estratégia Low Duration da PIMCO busca obter o retorno total máximo compatível com a preservação do capital e a gestão prudente dos investimentos. A estratégia visa apresentar volatilidade baixa de retornos e risco de crédito mínimo sem sacrificar a liquidez. As estratégias de "duration" baixa investem em uma carteira diversificada de títulos de renda fixa, mantendo uma "duration" média de um a três anos na maioria das condições de mercado. A estratégia leva a "duration" para além dos veículos de “money market” e de curto prazo, com vistas a desenvolver um conjunto maior de oportunidades de investimento, gerando assim o potencial de retornos relativos excedentes. A estratégia Low Duration se concentra nos setores de maior rendimento, enquanto tenta maximizar o retorno totaldo portfólio. Os recursos analíticos da PIMCO ajudam na seleção desses títulos.

Experiência da PIMCO em Low Duration

Aplicações para a estratégia de baixa “duration”

Filosofia de investimentos para a gestão da Low Duration

Fontes de valor agregado

Gestão de riscos/controles

Informações importantes

O desempenho passado não é garantia nem indicação confiável de resultados futuros. Todos os investimentos apresentam riscos e podem perder valor. O investimento no mercado de renda fixa está sujeito a riscos, inclusive riscos de mercado, taxa de juros, emissor, crédito, inflação e liquidez. O valor da maioria dos títulos e estratégias de renda fixa é afetado pelas oscilações das taxas de juros. Títulos e estratégias de renda fixa com “durations” (prazo médio) mais longas tendem a ser mais sensíveis e voláteis do que aqueles com “durations” mais curtas. De forma geral, o preço dos títulos cai quando as taxas de juros sobem, e o ambiente atual de juros baixos aumenta esse risco. Reduções atuais na capacidade de títulos de renda fixa da contraparte podem contribuir para a diminuição da liquidez do mercado e o aumento da volatilidade dos preços. Quando resgatados, os investimentos em títulos de renda fixa podem ter valor superior ou inferior a seu custo original. Os títulos lastreados por hipotecas e ativos podem ser sensíveis a oscilações nas taxas de juros, estar sujeitos ao risco de pagamento antecipado e, embora geralmente sejam garantidos por um governo, órgão governamental ou garantidor privado, não há garantia de que tal garantidor honrará suas obrigações. Derivativos podem envolver certos custos e riscos, como de liquidez, taxa de juros, mercado, crédito e gestão, além do risco de que uma posição não possa ser encerrada no momento mais propício. O investimento em derivativos pode gerar prejuízos superiores ao valor investido. A diversificação não é uma garantia contra prejuízos. A qualidade do crédito de um título ou grupo de títulos específico não garante a estabilidade nem a segurança do portfólio como um todo. Não é possível garantir que estas estratégias de investimento funcionarão em todas as condições de mercado ou sejam adequadas a todos os investidores, de modo que cada investidor deve avaliar sua capacidade de investir a longo prazo, principalmente em períodos de queda no mercado. Os investidores devem consultar seus próprios assessores antes de tomar uma decisão de investimento. A diversificação não é uma garantia contra prejuízos. Os investidores devem consultar seus próprios assessores antes de tomar uma decisão de investimento.

Este material contém as opiniões atuais do gestor, que estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. Este material foi distribuído para fins exclusivamente informativos e não deve ser considerado uma orientação de investimentos nem uma recomendação de qualquer título, estratégia ou produto de investimento específico.